sábado, 25 de dezembro de 2010

O VERSO NO INVERSO


No inverso
o verso.
E o avesso
não  no verso
 nem no inverso,
pois não há
avesso do verso,
mas
o verso do inverso.

Joerlândio Cordeiro


quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Pronomes Reflexivos (reflexive pronouns)

Pronome Pessoal - Personal PronounsPronome Reflexivo - Reflexive Pronoun
I (eu)myself (a mim mesmo, -me)
you (tu, você)yourself [a ti, a você mesmo(a), -te,-se]
he (ele)himself (a si, a ele mesmo, -se)
she (ela)herself (a si, a ela mesma, -se)
it [ele, ela (neutro)]itself [a si mesmo(a), -se]
we (nós)ourselves [a nós mesmos(as), -nos]
you (vocês, vós)yourselves (a vós, a vocês mesmos(as), -vos,-se)
they (eles, elas)themselves (a si, a eles mesmos, a elas mesmas, -se)

-> O pronome reflexivo indica a ação reflexiva do sujeito, isto é, a ação do sujeito recai sobre ele mesmo.
Veja os exemplos:
I love myself > Eu me amo.
He loves himself > Ele se ama
She cut herself. > Ela se cortou.




quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

PENSAMENTOS MEUS

O sol não brilha à noite assim como a lua não ilumina o dia.
O  sábio compreende a correção, porém o tolo nega-se entender.
A humildade é dos princípios da sabedoria.
Procurar entender hoje é não errar amanhã.
A sabedoria é uma arma para se obter a vitória.
Se pensares em perder, já perdestes; Se pensares em vencer, já vencestes.
Para querer é preciso querer querer.
Não há melhor espelho que reflita um homem do que suas palavras, ações e amizades.
Só o saber leva o homem ao poder.
Estudar omite a ignorância.
A ignorância é o trono habitado por quem não aprendeu.
Se te contentas com tua pobreza, és rico porque vives em paz com ela.
Se tua riqueza te traz perturbação, és um pobre coitado.
Não me dê conselhos tortos, mas procure andar comigo na retidão.
Se meu choro não te incomoda, chores comigo também.
Enquanto tiveres tempo para acertar, não te incomodes em errar.
Das lágrimas de tua inveja construí um chafariz para aguar as flores de meu sucesso.
Quem conversa com burro só escuta relincho.
Enquanto levares teu tempo só a criticar, não acharás tempo algum para elogiar
Às vezes falamos muito, parecemos sábios, e não buscamos conhecimento; A preguiça de ler ou ouvir, apenas faz-nos meros repetidores de frases prontas. 
A mentira e a falsidade são o trampolim dos fracos e covardes
A mentira é como um labirinto:  quanto mais você mente, mais perdido fica.
Quem pratica Esporte de Risco é como alguém que compra droga e não paga: Pode morrer a qualquer momento
O homem é do tamanho de seu conhecimento.
 Quem não sabe amar de verdade, qualquer pessoa serve.
A educação é uma escada em que as dúvidas e dificuldades são degraus a serem vencidos. 
No relógio da vida o tempo passa tão rápido que mendigaremos os últimos segundos para viver.
 O homem é do tamanho de seu conhecimento.
O pior inimigo é aquele que fingia ser seu amigo, por  conhecer suas fraquezas.


No lixo um bicho, um trapo, um cachorro; um homem.
O egoísta é alguém que acha que é o único no universo, e o planeta terra é dele.  
Nesse mundo de cão, acredito que meu cachorro está certo: Fica calado, mesmo quando tem razão para latir. 
Uma amizade verdadeira é como  árvores no vendaval, só as de raízes fortes e profundas se sustentarão.

Apesar de muitos pedirem que `digam a verdade`, porém preferem, de verdade, a mentira para continuarem na ilusão de que estão certos.
Muitos têm uma chance de sair e mudar; mas, como  barata, retornam para o esgoto de onde vieram.
Escutar música ruim é como alguém que faz uso de droga: torna-se mentalmente doente. JSC
O dinheiro polui o líder que polui o fiel, que poluído, polui sua própria crença.  (JSC)
A liberdade poética é uma porta, não uma porteira.
Algumas igrejas são como bordéis que têm líderes cafetões, o evangelho são as prostitutas e os fiéis são os clientes.
A poesia é a máquina, enquanto o poema são apenas peças.
Se não engaiolares teu vício, ele te enjaulará.  
Ser feliz, quando criança, é ser feliz como criança.
 O que realmente pertence ao ser humano é o corpo, a mente e o tempo de vida; o restante seria dispensável para viver.  
A violência está em toda a parte. Porém o pior de tudo é quando ela está dentro de nós.  
O tamanho da felicidade de um lar não é medido pela altura das paredes.
A escola é um lugar para os vivos; os mortos procurem o cemitério para descansar.
Quando o AMOR pelo PODER torna-se mais forte que o PODER do AMOR, o `chefe` ignora os pressupostos humanitários e sacrifica  todos em  volta para alimentar o seu ego.

Um passado de arrogância pode se transformar em um futuro de solidão.
O sangue pode correr nas `canelas`, mas não me subjugarei a satisfazer ego de quem me quer humilhar.
Uma família `desestruturada`é como uma árvore doente: o fruto, geralmente, não é de boa qualidade.
Hoje aqui, amanhã ali, depois lá, em seguida mais distante, depois um pouco mais... assim serão seguidos os passos de meu objetivo.
Todos os dias somos desafiados. Entre os desafios está a capacidade de mudar a nós mesmos.
Hoje aqui, amanhã ali, em seguida mais distante, depois um pouco mais... assim serão seguidos os passos de meu objetivo.
O que é a paixão, senão uma vela acesa no vendaval?
Amigos falsos são como unhas grandes,mais cedo ou mais tarde, vão mostrar sua sujeira. Por isso, o melhor é cortá-los.
Tem gente que é tão rica, mais tão rica, que para muitos,  seu defeito é não ter dinheiro.
Tornemos nossa mente uma porta aberta; não uma porteira.
Não é altura das paredes da casa que mede o tamanho da felicidade do casal.
` Às vezes os tolos querem apresentar sabedoria, ou os sábios querem enlouquecer os tolos`. JSC
Tudo que li, nada li.
Muitas vezes, por causa dos filhos, a mãe torna-se injusta. ML
Mesmo sabendo que você é uma `águia`, querem que você pense como uma `galinha`. 
Na vida, temos que discutir tudo, mesmo que isso reflita em nossos costumes e credos.
A a escola deve der formada por pessoas de bem. As imperfeições sempre existirão, porém, os educadores vão tentar extingui-las.
É necessário que alguns pais entendam que uma escola não  é um depósito de criança, mas um almoxarifado de conhecimento. E sua presença é parte fundamental no mundo de aprendizagem
de seus filhos.
Muitas vezes, acredito muito mais naquele que diz que me odiar do que naquele que diz me amar.
O solitário sempre se sente só, mas o que está só nem sempre se sente solitário.
Quem quiser ver a lua, espere o sol ir embora.
Se, por causa do ouro desta terra, vives em angústia, és um pobre coitado. Contudo, se és desabastecido de fortuna, e isso não te traz descontentamento, és rico, pois vives em paz.
As palvras podem ser roubadas; jamais o conhecimento.
"A Educação é feita de que quem é; não de quem está". JSC
Uma casa sem paz é um lar doente; é uma família carente.
Usamos os sapatos para proteger os pés contra as diversidades do terreno que pisamos; porém, às vezes, temos que tirar o sapato para caminhar melhor.
Joerlândio Cordeiro

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Idealização da Humanidade Futura


Rugia nos meus centros cerebrais
A multidão dos séculos futuros
– Homens que a herança de ímpetos impuros
Tornara etnicamente irracionais! −
Não sei que livro, em letras garrafais,
Meus olhos liam! No húmus dos monturos,
Realizavam-se os partos mais obscuros,
Dentre as genealogias animais!
Como quem esmigalha protozoários
Meti todos os dedos mercenários
Na consciência daquela multidão...
E, em vez de achar a luz que os Céus inflama,
Somente achei moléculas de lama
E a mosca alegre da putrefac                  
ANJOS, Augusto de. Eu e outras poesias

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

O PAI PERDIDO

Quatro e  meia da manhã, João Severo, agricultor, homem humilde e simples, viúvo há um ano, acordou mais uma vez sob fortes gritos do pequeno Carlos Severo, seu filho de apenas doze anos de idade, acometido de um terrível tumor cerebral que já tem comprometido boa parte do lado direito. Sem muito questionar o filho, João o põe em seu carro, uma velha camionete, sacrifício de anos de economia, que servia apenas para o transporte de capim e leite em sua pequena propriedade arrendada.
João tinha acabado de perder a mulher de forma trágica e  o que lhe restou da família foi um único filho que ele muito amava. João era um autodidata, aprendeu dirigir sozinho, nunca  foi a uma autoescola, nem parar tirar a habilitação, também não podia, era analfabeto. Por causa disso  restringia-se a dirigir no pequeno sítio em que morava.
 Com o filho em grito, João levou-o  ao hospital, na cidade mais próxima: Boi-só, um percurso de sete horas. Fosse um carro novo teria levado a metade.
O garoto ficou internado. João voltava para casa triste, porém para completar sua infelicidade, ele foi parado em uma blitz, apenas uma viatura da polícia militar. João explicou a situação e não obteve êxito. Teve a velha camionete apreendida e tomou uma multa por não ter a habilitação. João severo voltou a pé para casa, já que não tinha levado dinheiro e pago propina aos policiais que o tinham parado para liberar seu carro.
Com o filho internado, sem dinheiro para pagar a multa e retirar o veículo, João entrou em depressão. Era um ano muito difícil, a seca castigava, havia morrido algumas de poucas cabeças de gado que tinha. João Severo não tinha dinheiro nem para ir ao hospital visitar seu único filho.
João entrou em falência, vendeu tudo do pouco que ainda lhe restava. Caiu em desgraça. Sumiu das redondezas.  Foi para outra cidade tentar a sorte, não teve êxito. Caiu na bebedeira. 
Em um determinado dia, em um bar, alguém estava se despedindo de uma outra pessoa, pois estava indo fazer uma viagem para Boi-só, então  João lembrou de seu filho que tinha deixado internado.  João pegou uma carona.
Lá chegando, soube que seu filho tinha sido adotado por um casal que o tinha levado. 
-Mas é meu filho – Disse João Severo.
--O senhor o deixou aqui já fazia muitos anos. Nós não sabemos para onde foi. – Disse a enfermeira. – Ele não tinha noção que já fazia tanto tempo.
--Como ele estava quando saiu daqui? – Quis saber João.
--Bem, nós não temos muitos recursos... fizemos o que podíamos... é uma cidade pequena e esse tipo de tratamento é muito difícil...
-- Um  dia eu encontrarei meu filho! – Disse João e saiu tristemente.
João Severo chorou  copiosamente noite e dia. Sentindo-se traidor de seu próprio filho, João  levantou cedo do banco da praça em que dormia, mexeu em vários papéis que guardava em sua mochila e viu o recibo da multa que  tinha sofrido, mas sempre guardou, pensando em um dia que pudesse pagar. Dessa vez João olhou diferente para a multa e lembrou que foi a partir dela que tudo começou a ruir em  sua vida. --Vou lutar, vou procurar meu filho! Disse João consigo mesmo. -- tomou um banho no chafariz da praça, já havia alguns dias que não sabia o que era isso, penteou-se, vestiu  sua  melhor roupa e foi até o fórum. Explicou a situação a um defensor público que  escutou e o orientou com o processo.
-- Senhor, gostaria de dizer que vai demorar um pouco a primeira audiência. —Disse o defensor.
-- Por quê? – Quis saber  João.
-- Estamos sem Juiz. O juiz daqui foi transferido. Estamos  esperando um novo.
-- Eu espero por esse novo juiz. Preciso recomeçar minha vida e encontrar meu filho. É tudo que eu quero. -- Disse João
-- Senhor Severo, só preciso de seu endereço para completar a ficha do processo. – Falou o defensor.
-- Desculpe, moço, mas não tenho endereço... Hoje moro na praça.
-- O senhor ainda sabe capinar? – Perguntou o defensor.
-- Sim, claro. Passei minha vida fazendo isso.
-- Então o senhor já tem um endereço. O endereço do meu sítio. Estou precisando de uma pessoa para cortar o capim  que está muito alto. O senhor me aguarde que vou levá-lo lá.  – Disse o defensor público.
João severo ficou muito feliz.  O defensor o levou até o sítio.
--Seu João, o senhor vai ficar aqui neste sítio até que tudo se resolva.
Após longos e longos dias,  João foi ao fórum para sua primeira audiência.
Ao  entrar na sala do juiz, João não entendeu o que está acontecendo, o juiz estava lendo o processo e chorando. 
-- Senhor, o que está acontecendo? – Perguntou João perturbado.
O juiz, ainda chorando, levantou-se  e abraçou  João e disse: Pai... Sou eu seu filho Carlos. O que o senhor estava procurando  acaba de encontrar. Deus me curou, pai, daquela doença. Hoje sou um cristão... Consegui porque Deus me deu a vitória e será feita justiça a ti também, meu pai.

                                                                                                                                 Joerlândio Cordeiro

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

O PROFESSOR ESTÁ SEMPRE ERRADO


O material escolar mais barato
que existe na praça é o
PROFESSOR!
É jovem, não tem experiência.
É velho, está superado.
Não tem automóvel, é um pobre coitado.
Tem automóvel, chora de "barriga cheia'.
Fala em voz alta, vive gritando.
Fala em tom normal, ninguém escuta.
Não falta ao colégio, é um 'caxias'.
Precisa faltar, é um 'turista'.
Conversa com os outros professores, está 'malhando' os alunos.
Não conversa, é um desligado.
Dá muita matéria, não tem dó do aluno.
Dá pouca matéria, não prepara os alunos.
Brinca com a turma, é metido a engraçado.
Não brinca com a turma, é um chato.
Chama a atenção, é um grosso.
Não chama a atenção, não sabe se impor.
A prova é longa, não dá tempo.
A prova é curta, tira as chances do aluno.
Escreve muito, não explica.
Explica muito, o caderno não tem nada.
Fala corretamente, ninguém entende.
Fala a 'língua' do aluno, não tem vocabulário.
Exige, é rude.
Elogia, é debochado.
O aluno é reprovado, é perseguição.
O aluno é aprovado, deu 'mole'.

É, o professor está sempre errado, mas, se conseguiu ler até aqui, agradeça a ele!

Detalhe: eu finalizei com um ponto de exclamação. O de interrogação não é culpa minha (rs).
                                                                                                                                Jô Soares

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

verbos auxiliares (em inglês)

VERBOS AUXILIARES são os que não mudam o sentido do verbo principal:
1 – To be
-auxilia na formação da voz passiva (passive voice) e dos progressive tenses (locuções verbais)
Exemplos:
The lamp was invented by Thomas Edison (A lâmpada foi inventada por Thomas Edison)
I am studying (Estou estudando)
2 – To do
- auxilia na forma interrogativa e negativa do presente simples (simple present) e pretéritos perfeito e imperfeito (simple past)
Exemplos:
Do you live here? (Você vive aqui?)
Does he play the guitar? (Ele toca guitarra?)
He didn´t go to the match yesterday (Ele não foi à partida ontem)
3 – To have
- auxiliar na formação dos tempos compostos (perfect tenses)
Exemplos:
I have studied a lot lately (present perfect) (Eu tenho estudado muito ultimamente)
He had already did that (past perfect) (Ele já havia feito isso)
Importante salientar que esses três verbos podem funcionar como verbo principal:
Exemplos:
I am late (Eu estou atrasado)
He has a fast car (Ele tem um carro veloz)
We did the homework (Nós fizemos o dever de casa)
Em perguntas você pode mudar o tempo verbal de uma frase simplesmente mudando o verbo auxiliar, em vez de memorizar as conjugações dos verbos.
Por exemplo:
Do you play soccer? = Você joga futebol?
Did you play soccer? = Você jogou futebol?
Will you play soccer? = Você jogará futebol?
Would you play soccer? = Você jogaria futebol?
Note que os verbos auxiliares não tem um significado próprio na frase::
Do    you    play     soccer
=     Você    joga     futebol?
É por isso que um auxiliar funciona como uma tabuleta. O que você entende quando vê uma placa com um cigarro cortado, por uma linha diagonal vermelha? Que não pode fumar ali, certo? Pois é a mesma coisa: quando lemos ou ouvimos um auxiliar, o nosso cérebro já interpreta a mensagem como sendo “Atenção essa frase está no presente! (ou no passado, ou no futuro, dependendo do auxiliar que foi usado).
B) aqueles que mudam ou completam o sentido do verbo principal, sendo usados para indicar capacidade, habilidade, obrigação, permissão, ou possibilidade. São os denominados auxiliares modais:
Can, Could, May, Might, Must, Ought, Shall, Should
Exemplos:
-You might need this (Você talvez precise disso) – sentido de possibilidade
-You can use my car (Você pode usar meu carro) – sentido de permissão