quinta-feira, 8 de março de 2018

Parabéns, mulheres!


Parabéns a todas as mulheres,
Independente das cores,
Da idade e dos amores.
Parabéns a todas as mulheres,
Mulheres do tipo atrevida,
Do tipo acanhada,
Do tipo vivida,
Casadas carentes,
Solteiras felizes,
Donzelas e até meretrizes.
Parabéns a todas as mulheres
Às Mulheres cabeças e desequilibradas,
Às Mulheres confusas, de guerra e de paz.
Parabéns a vocês que são o sol de nossas vidas.
Parabéns a vocês que não são de mentira; mas de verdade.
Parabéns a vocês que são tudo para nós.

Parabéns a todas as mulheres pelo seu dia!


(Texto adaptado por JSC)

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Skimming e Scanning


sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Pássaro


Abra a gaiola de seus pensamentos,
Liberte o pássaro que nela há,
Deixe-o se lavar nas águas da liberdade
E ir para onde  realmente deseja.
Deixe-o fugir das grades que aprisiona
E o fadiga do mesmo líquido e  alimento.


JSC


terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Rap Minecraft



Oh, oh, oh!
Eu vou mandando na improvisação
Júlia, Isabel , Mayan e eu,
Só na diversão,
Quebrando blocos
E colocando na suavidade.
Jogando minecraft
Com meus primos
É pura liberdade...
Diversão toda hora,
Não para nem pra tomar
Café aurora.
Dia e noite
Jogando,
Escavando,
Procurando,
Vários minérios
Vamos achando...
Hey, hey!
Não acabou ainda
Na casa de minhas primas.
Isso tudo acontece,
Não é mentira não,
É verdade, meu irmão.
Só não pode fazer barulho não,
Se não o vizinho chato
Vem perturbar, meu irmão.
Mas pode ficar tranquilo
Como esquilo,
Suave na nave
Porque eles não perturbam
Nem que o mundo acabe!


Joerlândio Filho


Diferença entre ler, entender e interpretar


terça-feira, 14 de novembro de 2017

Alma de Zumbi

Ai, como m’assombra
Esta tal alma de zumbi!
Sem sentimento, moribunda,
 Acompanhada d’outras
ou não; tanto faz.
Não sente solidão  jamais.
Se tiver na penumbra  
Ou no escaldar do dia,
Esta alma fria
 Nenhum sentimento terá.
Vaga irreconhecivelmente ,
 nem feliz nem contente,
No meio de  gente
Que  morta também  está.

JSC

sábado, 5 de agosto de 2017

Silêncio da alma

O silêncio d'alma doente,
Ferida por percalços da vida, 
Talvez, certamente incompreendida
Por não compreender 
O que fácil pode ser compreendido.
De um lado tristeza; doutro abismo.
A loucura do louco
Não é loucura pra o louco.
Os "normais" dirão que é mentira
Para fingir suas palavras indeléveis. 
Talvez, assim como o louco, 
Só um tolo poderá não entender 
O que passa n'alma de quem tem a loucura.

(JSC)